AINDA É VERÃO E BOAS ONDAS

Verão é uma ótima época para aprender a surfar, a temperatura da agua é sempre agradável em Ubatuba. Aproveite a oportunidade para aprender a surfar ou aprender a nova sensação do momento o STAND UP Paddle. O Litoral norte é privilegiado com muitas praias, rio e lagoas, além é claro das ondas. As temperaturas estão mais agradáveis e a água do mar está super boa para a prática do surf e do Stand Up Paddle. Aproveite e venha desfrutar as melhores ondas. Aulas em grupos ou individuais com pacotes familiares. Praia do Sapê em Maranduba Ubatuba é uma das melhores opções de ondas e para remadas de SUP. Entre Caraguá e Ubatuba, ha 23 km do centro Caraguá e 25 Km do centro de Ubatuba. Outra praia que oferece segurança para o aprendizagem é a praia do indaiá em Caraguá. Aproveite, reuna a família e venha fazer aulas com o experiente Professor Luciano Sant'anna, credenciado internacionalmente com quase 30 anos de prática no surf. Num ambiente totalmente familiar com aulas para todas as idades, desde seu bebê que já tem intimidade com o meio líquido, até o vovô e a vovó poderão experimentar o esporte dos Reis havaianos. As aulas são ministradas com muita atenção, amor e segurança, numa zona de conforto com água na altura da sintura. Pranchas especiais ( soft board's - borracha) para garantir a segurança total do aluno.






segunda-feira, 6 de junho de 2011

SWELL EM CARAGUATATUBA



Com a previsão de um grande swell de sul com influência de sudeste, não poderia de deixar de prever que entraria também na costa Caraguatatubense, ondas em quase todos os picos da cidade, pincipalmente em Massaguçú que quebrou com uma das melhores condições.



Monitorando este Swell, percebi que todos os gráficos indicavam e confirmavam para domingo o apce da ondulação. Todo mundo comentava que seria uma bomba, com ondas que poderiam chegar a 4 metros.

Confirmando as previsões, as ondas o e sol apareceram para abrilhantar ainda mais o crowd que se formou em diversos Picos no domingo 29 de maio. Tinha combinado com uns garotos que treino de sair bem cedinho de casa. Subimos a primeira serrinha em direção a Ubatuba, na SP 55 ao avistarmos a Praia de Massaguaçú, percebemos que estava “bombando” altas ondas. A pista molhada pelo avanço das ondas na madrugada, deu para imaginar o que o dia de surf ia ser muito bom.



Ao chegar à praia, series de até dois metros quebravam desde a primeira curva até o conto esquerdo, inclusive as lajes do Tamanduá e Tabatinga quebrando com ondas, acima dos 3 metros.



O meio de Massaguaçú, tem um “point”, mais conhecido como Jundú ( devido um hotel construído no meio da praia na década de 80 em cima do Jundú mesmo infelizmente, hoje o hotel nem chama mais Jundú) tinham ondas com series intervaladas e bem definidas com dois metros. Varios surfistas experiêntes do surf local estavam presentes no pico, como: Gilmar Moliterno irmão do big rider Alexandre Moliterno, Anderson Africano, Felipe Gardelin, Adriano do “Môdulo” entre outros, surfando ondas com até dois metros que ficavam ainda maiores com o balanço do beack wash (onda contras que balança a onda que está vindo em direção a praia).



Percebemos que a maré estava enchendo e pelas condições do vento que a cada minuto ficava mais forte de sul, as condições iriam ficar muito difíceis, optamos por procurar um Pico alternativo, por causa dos garotos que na maioria eram inexperientes, e poderiam se dar mau ali. Acabamos indo surfar no canto direito da praia da Mocóca que raramente tem ondas, por lá, encontramos alguns “legends” caraguatatubenses, como: Marcão, Bilão, o shaper Derly e mais uma galera com fome de ondas. Surfamos essa onda rara, que quebra meio em diagonal com a praia formando quase um point breack ao lado de uma costeira, com algumas pedras escondidas no fundo, que proporciona alguns bons tubos na maré vazia.



Ao voltar para o Massaguaçú, a maré estava abaixando e proporcionou um final de tarde especial, ao meio de pequeno crowd de 10 cabeças surfamos ondas com um metrão a um e meio de face. O vento parou e o mar acertou, ficou “clin”, mas o final de tarde caiu rápido e a luz foi embora. Pegamos a estrada de volta ao som de Jack Jhonson, imaginando mais para o dia seguinte. Em casa, ao checar os e-mails me deparei com algumas fotos do fotografo Leandro “Leco” Korocolvas fez nesse dia épico de surf em caraguá.



Por Luciano Sant’anna

Fotos “Leco” Korolcovas :

VEJA AS FOTOS NESSE LINK: http://www.flickr.com/photos/studioleco/sets/72157626712090389/show/




Luciano Sant'anna
Associação de surf de Caraguá-SP
www.ascsurf.com.br
55-0XX-12-3883.9417
55-0XX-12-9743.1018
ID: 936*21773
http://aulasdesurfcomluciano.blogspot.com

Nenhum comentário: